Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://carpedien.ien.gov.br:8080/handle/ien/1865
Tipo: mastherThesis
Título: Radiomarcação do Aptâmero Anti-MUC 1com 68Ga e 22Na para diagnóstico precoce de Câncer de Próstata
Autor(es): Carmo, Fagner Santos do
Primeiro Orientador: Oliveira, Ralph Santos
Resumo: O câncer de próstata é o segundo tipo mais prevalente em homens no mundo inteiro, originando milhares de mortes todos os anos e apresentando elevadas taxas de incidência futura de novos acometimentos. Comparada as técnicas diagnósticas disponíveis, a conjugação de aptâmeros a radionuclídeos, mostra-se eficaz na entrega de drogas a processos tumorais, onde há a capacidade de rastreamento da rota fisiológica percorrida pelo radiomarcado e da mensuração do concentrado em regiões anatômicas específicas através da PET/CT. A afinidade e a especificidade dos aptâmeros promovem o direcionamento seletivo do radioisótopo a tecidos e órgãos MUC1positivos. Dessa forma, este trabalho objetivou a radiomarcação do anti-MUC1 aos radioisótopos 68Ga e 22Na como agente de imagiologia molecular in vivo para o diagnóstico precoce e preciso do processo carcinogênico em próstata. A radiomarcação do aptâmero anti-MUC1 com o 68Ga e o 22Na foi avaliada com a incubação do oligonucleotídeo diretamente a soluções individuais dos radioisótopos em diferentes tempos e temperatura. Apresentando-se eficiente em todos os processos independentemente das variações aplicadas. Corridas cromatográficas em CCD foram aplicadas obtendo marcação de um composto com pureza radioquímica média de 89,07% (89,07±7,79) para o 68Ga e 90,37% (90,37±13,61) para o 22Na, valores superiores ao fator de aceitação para a implementação clínica. Para confrontar os resultados da CCD, a solução radiomarcada também foi sujeita a análises em CLAE, onde foi confirmada a radiomarcação do aptâmero anti-MUC1 com o 68Ga no tempo de retenção médio de 4,842 minutos (4,842±0,03) e 3,679 (3,679±0,51) para o 22Na. No intuito de avaliar o comportamento do oligonucleotídeo radiomarcado in vivo, o anti-MUC1 foi conjugado ao 99mTc e administrado a ratos Wistar sadios, revelando rápido clareamento sanguíneo (0,10±0,06), alta captação do material radioativo no rins (esquerdo 0,94±011 e direito 1,01±0,32) devido a excreção preferencial ser renal. A baixa captação em fígado (0,19±0,09) evidenciou a estabilidade do composto radiomarcado e insignificativas captações de órgãos abdominais mostraram a tendência da minimização dos efeitos da radiação de fundo. Não foi possível detectar a captação cerebral, portanto o complexo não atravessa a barreira hematoencefálica e todos os outros órgãos obtiveram captação em faixa muito baixa ou não detectável. Os resultados de marcação e biodistribuição descritos neste estudo determinaram o potencial do aptâmero anti-MUC1 radiomarcado aos radioisótopos emissores de prósiton 68Ga e 22Na a atuar como agente de imagiologia molecular na área da medicina nuclear.
Palavras-chave: Aptâmero
Oligonucleotídeo
SELEX
Aplicação diagnóstica
Aplicação terapêutica
Radiofármacos
Câncer de próstata
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Instituto de Engenharia Nuclear
Sigla da Instituição: IEN
???metadata.dc.publisher.department???: Instituto de Engenharia Nuclear
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de pós-graduação em Ciência e Tecnologia Nucleares
Tipo de Acesso: openAccess
URI: http://carpedien.ien.gov.br:8080/handle/ien/1865
Data do documento: Jun-2015
Aparece nas coleções:Dissertações do PPGIEN

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
dissertação mestrado ien 2015 Fagner Santos do Carmo.pdf2,57 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.