Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://carpedien.ien.gov.br:8080/handle/ien/2039
Tipo: report
Título: O estado da técnica da bateria níquel-hidreto de lantânio
Autor(es): Santos, Jorge Gomes dos
Resumo: É feita uma análise crítica da literatura sobre bateria de níquel-hidreto de lantânio, seguida por confronto dos dados experimentais reportados com as previsões termodinâmicas e tendências cinéticas obtidas por cálculos. O diâmetro atômico do hidrogênio é comparado com aqueles dos átomos de lantânio e de níquel, objetivando determinar a possibilidade geométrica de inserção do hidrogênio no ambiente da liga LaNi5. É analisada também a superfície específica requerida do anodo desta liga para que alcance os 1,35% em peso de hidrogênio experimentalmente verificado. Verificou-se que existem 145 patentes registradas no mundo referentes à considerada bateria, que consegue alcançar 20 a 30% a mais de densidade de energia específica do que aquela alcançável numa bateria de níquel/cádmio. Constatou-se, também, que os esforços atuais estão concentrados no aumento do ciclo de vida da bateria e da sua capacidade, mediante a confecção de anodo pelo método da moagem de alta energia e com o hidrogênio sendo armazenado na forma de hidretos do tipo LaH2 e NiH0,59 ou NiH0,68.
Palavras-chave: Bateria de níquel-hidreto metálico
Estocagem de hidrogênio
Anodo
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Instituto de Engenharia Nuclear
Sigla da Instituição: IEN
Tipo de Acesso: openAccess
URI: http://carpedien.ien.gov.br:8080/handle/ien/2039
Data do documento: Nov-2001
Aparece nas coleções:Desenvolvimento e Caracterização de Materiais Funcionais e Estruturais para o Setor Nuclear - Relatórios

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RT-IEN-27-2001.pdf355,29 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.