Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://carpedien.ien.gov.br:8080/handle/ien/2041
Tipo: report
Título: Pigmentos Cerâmicos contendo TiO2: revisão bibliográfica
Autor(es): Santos, Jorge Gomes dos
Resumo: Dióxido de titânio puro é referência máxima de alvura em termos de pigmentos. Em sua maioria, ele é produzido por processos químicos a partir de ilmenita, FeOTiO2, que é abundante no Brasil. Um rutilo sintético impuro significa perda de alvura, enquanto que a mistura de TiO2 puro em pigmentos coloridos produz a diluição das respectivas cores, gerando uma diversidade de cores ou tonalidades. A literatura mostra que os seguintes pigmentos cerâmicos contendo TiO2 já foram desenvolvidos: azul (Co2TiO4) marrom (40-50 % TiO2 + 2,3-4,5% Mn, 7,3-11% de W, 0,05-5% de Li e 0,1-20% de Ce; amarelo (Cax Y2-x VxTi2-xO7) e cinza-prata (de mica-ilmenita). Outras composições são as seguintes: CaO.TiO2.SiO2, Fe-Al-Si-Ti-O, Co-Mg-Ti-Ca-O, Cr-Bi-TiCa-Mg-O, Fe-Cr-TiCa-Mg-O, CR-Ti-Ca-Mg-V-O, TiO2-BaO-MxOy, ZrTiO4m ZrSn0,5°4 e compósitos espinélio-mulita de composições 3[Al(2-2x) MxTixO3].2SiO12 e 3 {Al (2-x)MxTixO3].2SiO2, com M= Ni2+ ou Co2+ e 00,<c<0,2. As possibilidades e limitações termodinâmicas de outras composições são também analisadas.
Palavras-chave: Pigmentos de rutilo
Moagem de alta energia
Revestimento cerâmico
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Instituto de Engenharia Nuclear
Sigla da Instituição: IEN
Tipo de Acesso: openAccess
URI: http://carpedien.ien.gov.br:8080/handle/ien/2041
Data do documento: Nov-2001
Aparece nas coleções:Desenvolvimento de Instrumentação Nuclear - Relatórios

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RT-IEN-25-2001.pdf366,46 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.