Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://carpedien.ien.gov.br:8080/handle/ien/2164
Tipo: report
Título: Modelagem cognitiva e a confiabilidade humana em organizações que lidam com tecnologias de risco
Autor(es): Vidal, Mario Cesar
Resumo: Este artigo apresenta uma aplicação da modelagem cognitiva para avaliação da carga de trabalho de um operador de usina nuclear. A tarefa escolhida para modelagem foi um acidente tipo pequeno LOCA, na usina nuclear ANGRA II. Nesta modelagem a equipe de operação é composta pelo operador do reator, operador da turbina e supervisor de turno. Na simulação, a correta identificação do tipo de acidente pela equipe durante o período no qual as ações automáticas são realizadas pelo sistema de proteção da usina é considerada, isto é, a identificação do tipo de acidente durante os primeiros 30 minutos depois de seu inicio. O modelo ACT-R (Adaptative Control of Thought) foi usado para simulação. O artigo também apresenta a descrição das características básicas do modelo ACT-R. Concluímos que, apesar das simplificações feitas nas tarefas cognitivas, o modelo ACT-R pode ser um instrumento útil para análise da carga de trabalho cognitiva.
Palavras-chave: Modelagem cognitiva
Confiabilidade humana
Análise de risco
Usina nuclear
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Instituto de Engenharia Nuclear
Sigla da Instituição: IEN
Tipo de Acesso: openAccess
URI: http://carpedien.ien.gov.br:8080/handle/ien/2164
Data do documento: Out-2002
Aparece nas coleções:Outras produções: Relatórios

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RT-IEN-47-2002.pdf405,76 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.