Please use this identifier to cite or link to this item: http://carpedien.ien.gov.br:8080/handle/ien/3040
Tipo: mastherThesis
Título: Avaliação do impacto radiológico de acidente postulado no reator argonauta
Autor(es): Souza, Paula Caroline Alves de
Primeiro Orientador: Simões Filho, Francisco Fernando Lamego
Resumo: Nos primórdios da energia nuclear no Brasil, um reator projetado no Argonne National Laboratory, originando o nome ARGONAUT da combinação do nome do Laboratório com as iniciais de “Nuclear Assembly for University- Training”, atingiu a criticalidade no Instituto de Engenharia Nuclear. A presença de um centro de pesquisa nuclear no campus da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) ainda causa preocupações quanto à segurança radiológica da comunidade do entorno, embora esse centro esteja operando com segurança há mais de cinquenta anos. Além disso, o risco potencial desta instalação para os trabalhadores do IEN também foi discutido pelas autoridades nacionais. Assim, o objetivo deste estudo é avaliar o impacto radiológico e o risco potencial de liberações acidentais do reator Argonauta. Uma recente reavaliação do cenário de acidentes concluiu que um dano físico grave do núcleo após o desligamento do reator deve ser a situação de emergência com o maior risco potencial entre os possíveis acidentes postulados. De acordo com o procedimento de desligamento, a água usada como moderador e refrigerante, drena o núcleo e as tampas de concreto (cada uma pesando 2,5 toneladas) são rotineiramente removidas do topo do reator por meio de uma ponte rolante. Os danos causados pela quebra da ponte ao derrubar as tampas do núcleo levariam ao rompimento do revestimento de alumínio e das placas de combustível nuclear com seu lançamento para a sala do reator. O modelo PAVAN foi utilizado para estimar as concentrações de atividade de radionuclídeos no ar, por meio do cálculo de fatores de dispersão derivados de dados de vento. Este trabalho determinou as taxas de dose efetiva de curto prazo para trabalhadores e membros do público relacionadas com a liberação parcial para a atmosfera. Para o cálculo da dose, foram utilizados os coeficientes de conversão por inalação e imersão da pluma estabelecidos pela ICRP. Os resultados mostram que o risco potencial está acima de 1/10 do limite de dose anual para os trabalhadores, enquanto se mantém abaixo dos níveis transitórios para o público em áreas não restritas.
Abstract: In the early days of nuclear energy in Brazil, a reactor designed at the Argonne National Laboratory, originating the name ARGONAUT from the combination of the name of the Laboratory with the initials of Nuclear Assembly for University Training, reached criticality at the Institute of Nuclear Engineering. The presence of a nuclear research facility at the campus of Federal University of Rio de Janeiro (UFRJ) still cause concerns about radiological safety of the community around, even though this facility has been securely operating for more than fifty years. Besides, the potential risk of this facility to IEN workers has also been argued by National Authorities. Thus, the aim of this study is the assessment of radiological impact and potential risk from Argonaut reactor accidental releases. A recent accident scenario reassessment concluded that a severe physical damage of the core after reactor shutdown should be the emergency situation with the greater potential risk among the feasible postulated accidents. According with the shutdown procedure, the water used as moderator and coolant, drains out of the core and the concrete covers (each weighing 2.5 tons) are routinely removed from the top of reactor using a handling crane. The damage caused by the failure of the crane dropping the covers on the core would lead to breaking of the aluminum coating and the nuclear fuel plates with their release to the reactor hall. PAVAN model was used to estimate the air radionuclide activity concentrations, through the calculation of dispersion factors derived from wind data. This article determined the short-term effective dose rates for workers and members of the public related with partial inventory release to the atmosphere. For the dose calculation, the conversion coefficients by inhalation and plume immersion established by the ICRP were used. The results show that potential risk is above 1/10 of the limit of annual dose for workers, while they stay below the transient levels for members of the public in unrestricted areas.
Palavras-chave: Atmospheric release
Dispersion factors
Annual dose limit
Argonaut Reactor
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Instituto de Engenharia Nuclear
Sigla da Instituição: IEN
???metadata.dc.publisher.department???: Instituto de Engenharia Nuclear
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia Nucleares
Tipo de Acesso: openAccess
URI: http://carpedien.ien.gov.br:8080/handle/ien/3040
Data do documento: Jan-2021
Appears in Collections:Dissertações do PPGIEN

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertação mestrado IEN 2020 Paula Caroline Alves de Souza.pdf3,35 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.